Início > Geral > Os Três Poderes

Os Três Poderes

Na última campanha eleitoral, escolhemos o presidente, o governador, alguns senadorores e um punhado de deputados federais. Chamou a atenção a propaganda do candidato Tiririca, pois ele confessava não saber o que fazia um deputado federal e te convidava a votar nele, pois uma vez eleito ele descobriria e te contaria. Mas o que faz um deputado federal? Será que ele já descobriu? Melhor ainda, você sabe quais são e para que servem os três poderes do Estado?

Os Três Poderes

A Teoria dos Três Poderes foi consagrada pelo pensador francês Montesquieu, que se baseou na obra Política, do filósofo Aristóteles, e na obra Segundo Tratado do Governo Civil, de John Locke, para escrever a obra O Espírito das Leis, que apresenta os princípios da organização política liberal

O filósofo iluminista foi o responsável por explicar, sistematizar e ampliar a divisão dos poderes que fora anteriormente estabelecida por Locke. Montesquieu acreditava também que, para afastar governos absolutistas e evitar a produção de normas tirânicas, seria fundamental estabelecer a autonomia e os limites de cada poder. Criou-se, assim, o sistema de freios e contrapesos, o qual consiste na contenção do poder pelo poder, ou seja, cada poder deve ser autônomo e exercer determinada função, porém o exercício desta função deve ser controlado pelos outros poderes. Assim, pode-se dizer que os poderes são independentes, porém harmônicos entre si.

balanca-trans

O Poder Legislativo é composto por pessoas encarregadas de elaborar as leis que regulam o Estado. No Brasil, esse poder é bicameral e é formado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado. O Poder Executivo é aquele que possui a atribuição de governar o povo e administrar os interesses públicos cumprindo as ordenações legais. No sistema presidencialista, o presidente é o representante máximo desse poder. O Poder Judiciário é o poder que tem a atribuição judiciária, ou seja, a administração da Justiça na sociedade, através do cumprimento de normas e leis judiciais e constitucionais.

3Poderes

O Poder Executivo

O Poder Executivo tem a função de administrar os interesses públicos de acordo com as leis previstas na Constituição Federal. No Brasil, país que adota o regime presidencialista, o líder do Poder Executivo é o Presidente da República, que é eleito democraticamente e tem o papel de chefe de Estado e de governo.

planalto

O chefe do Executivo tem o dever de sustentar a integridade e a independência do Brasil, apresentar um plano de governo com programas prioritários, projeto de lei de diretrizes orçamentárias e as propostas de orçamento. Cabe ao Poder Executivo executar as leis elaboradas pelo Poder Legislativo, mas o Presidente da República também pode iniciar esse processo. Em caso de relevância e urgência, adota medidas provisórias e propõe emendas à Constituição e projetos de leis.

O Poder Legislativo

Compõem o Poder Legislativo a Câmara dos Deputados (com representantes do povo brasileiro), o Senado Federal (com representantes dos Estados e do Distrito Federal), e o Tribunal de Contas da União (órgão que presta auxílio ao Congresso Nacional nas atividades de controle e fiscalização externa). O Congresso Nacional é composto das duas casas legislativas e além da função de representação e das atribuições legislativas cabe a ele a fiscalização e o controle com auxílio do TCU.

congresso-1-of-1

O Senado Federal

O Senado Federal possui funções legislativas de caráter mais geral que são compartilhadas com a Câmara dos Deputados e outras que são de sua exclusiva competência, como as descritas no Art. 52. da Constituição Federal:

  • Processar e julgar Presidente da República, Vice Presidente, Ministros do Supremo Tribunal Federal, Membros do Conselho de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, Procurador-Geral da República, Advogado-Geral da União e, nos crimes conexos ao Presidente e Vice, Ministros de estado, Comandantes da Forças Armadas;
  • Escolher Ministros do Tribunal de Contas indicados pelo Presidente da República, Presidente e Diretores do Banco Central do Brasil, Procurador-Geral da República, Chefes de Missão Diplomática e outros cargos que a lei determinar;
  • Autorizar operações externas de natureza financeira, de interesse da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios e dos Municípios;
  • Fixar, por proposta do Presidente da República, limites globais para o montante da dívida consolidada da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.

senado_plenario

A Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados é a representante do povo brasileiro e exerce atividades que viabilizam a realização dos anseios da população. As competências privativas da Câmara dos Deputados, conforme o art. 51 da Constituição Federal, incluem:

  • A autorização para instauração de processo contra o Presidente e o Vice-Presidente da República e os Ministros de Estado;
  • A tomada de contas do Presidente da República, quando não apresentadas no prazo constitucional; a elaboração do Regimento Interno;
  • A disposição sobre organização, funcionamento, polícia, criação, transformação ou extinção dos cargos, empregos e funções de seus serviços e a iniciativa de lei para a fixação da respectiva remuneração, observados os parâmetros estabelecidos na Lei de Diretrizes Orçamentárias, e a eleição dos membros do Conselho da República.

A Câmara dos Deputados é a Casa em que tem início o trâmite da maioria das proposições legislativas. Órgão de representação mais imediata do povo, centraliza muitos dos maiores debates e decisões de importância nacional.

Respondendo a pergunta do Tiririca, mas nesse ponto é até desnecessário, o deputado federal legisla e mantem-se como guardião fiel das leis e dogmas constitucionais nacionais; ele pode propor, emendar, alterar, revogar leis e leis complementares à Constituição Federal e propor emenda para a constituição de um novo Congresso Constituinte para confecção de nova Constituição.

camara

O Tribunal de Contas da União (TCU)

O Tribunal de Contas da União (TCU) é um tribunal administrativo. Julga as contas de administradores públicos e demais responsáveis por dinheiro, bens e valores públicos federais, bem como as contas de qualquer pessoa que der causa a perda, extravio ou outra irregularidade de que resulte prejuízo ao erário. Tal competência administrativa-judicante, entre outras, está prevista no art. 71 da Constituição brasileira. Na prática, é um auxiliar do congresso nacional, mas que conserva certa independência.

tcu-concurso

O Poder Judiciário

O Poder Judiciário tem a função de interpretar e aplicar a lei nos litígios entre os cidadãos e entre cidadãos e Estado. O Judiciário declara e restabelece os direitos contestados ou violados, porém não dispõe dos meios materiais para impor suas sentenças. O que caracteriza o Poder Judiciário como um dos poderes do Estado é a sua autonomia na esfera da competência que a Constituição lhe atribui, porém a lei votada no Legislativo é obrigatória para o Judiciário, salvo as inconstitucionais.

Nos Estados modernos, varia de Constituição para Constituição as garantias asseguradas aos magistrados para que possam exercer suas funções livremente. Em geral, as garantias são: vitaliciedade, isto é, não podem ser demitidos senão em virtude de sentença do próprio Judiciário; inamovibilidade, ou seja, o Executivo não pode remover o magistrado senão por motivo de promoção; e irredutibilidade de vencimentos.

73696554

Anúncios
  1. André Chaves
    05/07/2017 às 3:54 PM

    Boa tarde, Rodrigo!

    Prazer, meu nome é André…
    A Mariana (aqui do Cuca Cursos) esteve
    redigindo alguns artigos, e me pediu pra
    fazer consultas de material que podíamos
    linkar, e acabei encontrando este artigo
    seu, muito bom…

    Mesmo sendo o artigo que estávamos
    produzindo sobre Constitucionalismo, tomei
    a liberdade de linkar para esse post seu…
    Você faz um trabalho muito bacana!

    Se quiser dar uma olhada, o post com o
    link fica em http://cucacursos.com/blog/index.php/constitucionalismo-brasileiro-evolucao/

    Ainda estamos só começando no Cuca Cursos,
    mas incluímos alguns cursos gratuitos na
    área do Direito (junto dos outros cursos grátis,
    em http://cucacursos.com/cursos-gratuitos/)

    Enfim, agradeço muito pela contribuição
    que você faz, e deixo aqui o convite
    pra conhecer o site e o artigo!


    Abraços,

    André Chaves
    Cuca Cursos – Cursos Online

    P.S. Caso acredite que algum conteúdo
    nosso (curso ou artigo) possa interessar
    aos seus leitores, agradeço muito qualquer
    divulgação! Abraços!

  2. 06/07/2017 às 7:53 AM

    Olá André. Obrigado.

    Gostei do blog de vocês. Tanto o blog quanto os cursos são boas iniciativas. Vou divulgar os dois entre meus colegas.

    Abs.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: