Início > Geral > Em Casa de Ferreiro o Espeto Não Deveria ser de Pau

Em Casa de Ferreiro o Espeto Não Deveria ser de Pau

Nesse artigo mostro que as pessoas não tiram proveito das habilidades ganhas ou aperfeiçoados no trabalho em suas vidas particulares. Também trato das habilidades mascaradas que sustentam certos profissionais em seus empregos pelo menos por algum tempo até que eles parem de representar seus papéis.

Na Casa do Ferreiro

Casa de ferreiro, espeto de pau é um ditado popular usado quando uma pessoa quer dizer que alguém é hábil para determinada profissão, mas não usa essa habilidade a favor próprio. Há muitos exemplos que comprovam essa alegoria:

  • Um arquiteto que trabalha melhorando a casa dos outros, mas permite que sua própria casa seja um desastre arquitetural;
  • Um médico que trata viciados em nicotina, mas não consegue parar de fumar;
  • Uma dona de spa obesa.

Normalmente, os profissionais de uma determinada área de atuação são muito mais zelosos quando realizam trabalhos para terceiros do que para si próprios. Para si próprios, não utilizam os conhecimentos e habilidades que utilizam em seus cotidianos no trabalho.

Pareceria-me antinatural que uma pessoa extremamente desorganizada trabalhasse em algo que exigisse extrema organização. Seria no mínimo curioso se um mecânico não trocasse o óleo do próprio carro. Ficaria surpreso se um borracheiro não calibrasse o step de seu carro antes de sair em viagem. Acharia ainda mais estranho se um investigador da polícia não fosse capaz de resolver um enigma policial da revista Coquetel.

As habilidades utilizadas e aperfeiçoadas no cotidiano profissional devem ter reflexo em nossa vida pessoal para proveito próprio, dos amigos e familiares.

Ferreiro, Ferrado ou Ferrador de Código?

Deve haver equilíbrio entre nossas atitudes particulares e nossa forma de conduta no trabalho. Não podemos tentar ser uma pessoa em casa e outra no escritório, pois somos indivisíveis. Não se deve tentar viver uma vida dúbia, senão durante grande parte do dia não estaremos exercendo uma função, mas sim utilizando uma máscara. Estaremos constantemente representando um papel. Um ator se cansa do papel que representa e acaba atrapalhando o trabalho de quem o cerca.

Todos sabem ou pelo menos têm idéia das qualidades necessárias para ser um bom desenvolvedor. Em minha opinião, para ser considerado bom, um desenvolvedor deve ter as seguintes habilidades:

  • Mente aberta
  • Raciocínio lógico
  • Raciocínio analítico
  • Pró-atividade
  • Comunicação
  • Humildade
  • Foco
  • Persistência
  • Ética

E possuir os seguintes conhecimentos, que estão bem abrangentes:

  • Técnicas de escrita de código
  • Padrões
  • Processos de desenvolvimento de software
  • Conhecimentos interdisciplinares (UML, gerência de configuração, testes funcionais e etc)

Você já gastou horas e horas depurando um código “macarrônico” feito por outro desenvolvedor considerado bom? Já viu um desenvolvedor com muitos anos de experiência exagerar propositalmente um prazo? Já viu desenvolvedores incapazes de se comunicarem de forma escrita ou oral? Já notou que muitos desenvolvedores ficam cheios de si quando resolvem um problema ou quando possuem muitas certificações? Significa que a máscara caiu e o ferreiro mostrou que na verdade era um ferrador de código.

Conclusão

Uma pessoa que não age da mesma forma em sua vida pessoal e no trabalho tem dupla personalidade e no trabalho ela representa um papel e não exerce uma função, o que pode causar impacto na qualidade do produto desenvolvido e na qualidade de vida das pessoas que a cercam e dela mesma quando ela cansar de representar seu papel.

Você confiaria no conhecimento ou daria atenção a conselhos e dicas de uma pessoa que não faz o que prega em tempo integral? Você aceitaria que uma pessoa que não separa meias e cuecas nas respectivas gavetas exija que seu código tenha alta coesão e baixo acoplamento?

Ainda bem que para contratar um desenvolvedor não se tenta apurar o que ele diz que faz em casa ou em seu tempo livre.

Anúncios
Categorias:Geral
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: