Início > Geral > Comunicando Idéias

Comunicando Idéias

Percebi já há algum tempo que me expresso melhor utilizando formas visuais. Quando aparece um problema, trato de encontrar um papel e uma caneta para esboçar algum desenho que o explique. Sempre que vou ao quadro ou pego um papel, o pessoal da minha equipe fala: “lá vai ele de novo fazer desenho”. Chega a ser engraçado, mas também é preocupante, pois mostra uso exagerado de uma forma de expressão em detrimento de outras. Mesmo tendo essa facilidade, procuro não ficar preso a ela, pois há outras formas de comunicação tão importantes quanto a visual.

Pensando Através de Imagens

As pessoas pensam através de imagens. Ao ler um texto, a imagem do texto lido é armazenada no cérebro. Ao ouvir o som de um canário, convertemos esse som em imagem e armazenamos a imagem do canário cantando. Ao sentir um cheiro que parece ser de queijo, convertemos o cheiro na imagem de um queijo, pois essa é a representação mais próxima que nossa mente tem armazenada.

O cérebro faz esse processo de conversão depois que recebe um impulso do meio exterior, mas para algumas pessoas é mais interessante receber a mensagem em um formato mais próximo daquele que será armazenado, pois seus cérebros não estão treinados o suficiente para fazer a conversão.

A comunicação tem três componentes: o Emissor, o Receptor e a mensagem emitida. A mensagem pode ter vários formatos dependendo do que o Emissor consegue emitir e o que o Receptor espera receber.

Não adianta enviarmos uma mensagem escrita para quem não tem paciência, capacidade ou tempo para ler. Devemos aproximar o formato da mensagem enviada do formato esperado pelo cérebro do Receptor. Uma criança não tem capacidade para ler em seus primeiros anos de vida. É por isso que elas necessitam da ilustração de uma letra antes de entenderem seu real significado. Os diretor não têm tempo – e às vezes nem paciência – para ler um relatório. É por isso que eles preferem receber gráficos, planilhas ou qualquer outra forma visual que represente a realidade em alto nível de abstração.

Trabalhe Suas Deficiências

Quando faço um desenho para explicar ou para melhor entender um problema, não tento construir um mapa mental e nem duvido da capacidade da pessoa para a qual estou endereçando a mensagem.

Cada pessoa tem facilidade para se expressar de determinada forma. Algumas falam com muita clareza, coerência e objetividade. Outras escrevem bem, mas algumas se expressam melhor por meio de imagens, principalmente aquelas que trabalham em um nível de abstração maior, muitas vezes sonegando detalhes em benefício do todo.

Me expresso bem por meio de diagramas da UML 2 e desenhos diversos. Ainda assim, tento exercitar a escrita e a conversação, pois não devemos nos ater a uma única forma de comunicação. Temos todos os cinco sentidos a nosso dispor para nos comunicarmos, mesmo que nesse momento eu não consiga imaginar um exemplo prático de meu cotidiano profissional  no qual precisei utilizar o tato ou o olfato para resolver um problema.

Conclusão

Cada um de nós tem facilidade para se comunicar de uma determinada maneira, mas não devemos utilizar apenas uma única forma para expressar nossas idéias, pois o Receptor pode ter mais facilidade para entender uma forma à qual não estamos habituados a utilizar.

Anúncios
Categorias:Geral
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: